segunda-feira, 16 de junho de 2008

Paises bem ou mal administrados!!!

Um leitor deste blogue, num dos seus comentários fez uso de uma ideia que a bastente tempo me intriga. Diz-se a bastante tempo que não existem, no mundo, paises desenvolvidos e paises não desenvolvidos (ou em vias de desenvolvimento), existem sim paises bem administrados de um lado e paises mal administrados doutro lado.
O que me intriga nesta forma de pensar é o facto de eu estar consciente das relatividade da noção do bem e do mal. Aliás, a administração enquanto ciência nunca nos ensinou nenhuma teoria que podessemos assumi-la como "a boa teoria de administração". O que a ciência administrativa fez e faz é nos trazer uma rede de teorias que podem ser usadas, cada uma de acordo com as circunstancias em que nos encontramos.
Temos várias teorias administrativas, desde a chamada cientifica de administração, passando da burocrática de Max Weber, da clássica, das relações humanas, da sistêmica por ai fora. Todas estas teorias nos dão vários campos de manobras e cada uma é aplicavel no seu contexto e nehuma tem aplicabilidade em todas circunstâncias. A ciência administrativa admite porém, que no processo admistrativo, se faça a conjugação de duas ou mais teorias e nunca nos disse que esta ou aquela conjugação é a boa. Tudo depende das circunstâncias.
Agora, eu não entendo as bases que têem os que defendem a existencia de paises bem ou mal administrados. O que é um país bem administrados na perspectivas administrativa?
Hong Kong, Cingapura, Coreia do Sul e Taiwan desenvolveram e continuam desenvolvendo, foram ou são bem administrados? A africa do Sul dos anos 80, e não só, desenvolveu e muitos dos nossos pais lá se dirigiram a procura de melhores condições de vida. Era bem administrado?
Então, o que é que os que defendem esta ideia, estão mesmo a dizer?

2 comentários:

Chacate Joaquim disse...

Muito obrigado pela questão que nos sugere (os leitores) na verdade as ideias classicas e contemporânias tem o seu valor singularmente. portanto o período que entrei no debate não está em causa neste momento importa é o debate que despesta com seu ou nosso "bem ou mal administrado" e sobre tudo com o possível "facultativo administrativo" mesmo sabido que em administração a eficácia neste caso o nível bom é dado pelo coeficiente de eficácia em relação investimento óptimo e real não sei o porque do desenvolvimento sul africano e outros Paises não estar associado a eficiencia administrativa se os resultados mostram isso. estou de saida mais gostaria de aprofundar este assunto.

pense comigo

Jorge Saiete disse...

Volte, volte meu irmão que o debate interessa. Tu vieste levantar questões pertinentes mas que gostaria de deixa-las em aberto para o bem do debate. abraço e boa labuta