terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Deus não é surdo!!!

Meus caros, eu cá estou de volta. As festas foram, por mim, bem passadas. Tentei não fazer gastos acima do razoável e felismente consegui. Estas foram as festas que menos gastei, espero que vocês também não tenham deixado as festas vos conduzir a uma situação de estigem total.
Vi muita coisa boa, durante a quadra festiva, apesar de ter notado alguns excessos, sobretudo de alguns religiosos como eu. Tenho a sorte de viver perto de um templo Cristão, onde durante a quadra festiva decorriam missas matinais, os chamados cultos devocionais. Os cultos começavam as 4h e a partir dessa altura eu era obrigado a acordar, porque os crentes libertavam externalidades negativas que encomodavam tanto, como se Deus fosse surdo.
Deus não é surdo, Ele ouve e sabe ler os nossos pensamentos, mesmo sem pronunciar palavra nenhuma, não havendo por isso necessidade de gritarmos quando a Ele nos dirigimos. Rezemos com razoabilidade, por favor!
Deixando de lado esse facto, nada mais atrapalhou o meu descanso. Voltei forte, com alguns quilinhos a mais e muita energia para os desafios de 2009. Contem comigo!
Imagem recebida de um amigo, via email.

10 comentários:

X!mb!t@nE disse...

hehhehe, Deus não é surdo não! Alegra-me saber que houve contenção de custos ai em casa, eu ainda nem sequer fiz o rancho do mês. Estou a espera que os preços estabilizem.

Bom ano para ti

Jorge Saiete disse...

olha Xim, na minha zona os preços cairam a uma velocidade de luz. o frango que chegou a custar 150 mt, agora, compramos por 70 ou 80 mt. acho que até domingo, vao baixar mais, já que o calor nos ajuda. os criadores procuram vender tudo do que arcar com quebras pela morte massiva das aves.

micas disse...

Bom Ano Jorge

Felizmente Deus ouve bem as preces dos que mais precisam.

Não pensemos nós que somos os mais desafortunados e que Ele não nos ouve. Ouve sim!

Mas por uma questão das prioridades divinas, 1º estão os Palestinos, Afegãos, Somalis, Etíopes, etc, etc....Deus! como a tua lista é grande.

Mas....e há sempre um mas. Primeiro está a obrigação, depois a devoção. Cumpramos todos nós a nossa obrigação enquanto seres humanos e veremos que Deus estará mais perto de nós!

Depois...só será necessário segredar-lhe ao ouvido.

Bayano Valy disse...

boas entradas. quem sou eu para criticar os que acordam cedo para orar, se a minha religião também anuncia a chegada da oração matinal da forma mais alta possível?

Reflectindo disse...

Parabéns, cumpriste o que nos aconselhaste em termos de gastos. Eu também cumpri e estou muito satisfeito.

Será que as pessoas não sabem que Deus não é surdo? Acho que sabem. O baralho tem o propósito para acordar a todos que estejam a dormir para duma forma ou doutra fazerem-lhes companhia.

Bayano, o "Mwatini", como se chama na minha terra, não tem ou pelo menos teve, lá nos tempos, o mesmo própósito? Isto é chamar a todos para irem rezar? E, isso não é só dos muçulmanos, pois noutros países são os sinos das igrejas que tocam em cada hora. Portanto, parece-me que não está-se a dar em conta alguns aspectos: I)que muita gente, sobretudo nas zonas urbanas, trabalha em turnos. Na altura em que muitos, senão todos praticavam agricultura, era de dia acordados e de noite dormir. II)que agora, muitos possuem despertadores, facilitando assim ao horário de cada um. Contudo, "watini" e sinos constituem uma tradicão, acho.

X!mb!t@nE disse...

Hehehehee, estava vaga de calor foi um chuto na ambiçao dos vendedores. Imagina que depois de o saco de batata ter estado a 300 agora vende-se a 80. Também, com este calor nao ha negocio que resista.

Um ananas estava a 50mt, hj esta a fazer sumo la nos camioes... Ha gente que nao sabe fazer negocio, so pensa em lucro fail e agora estao com prejuizos complicados

Jorge Saiete disse...

Micas, feliz 2009 para si. Concordo plenamente consigo, a Deus basta um simples sopro no ouvido que ele ouve e não há necessidade de encomodarmos um bairro inteiro. como se fossemos os únicois religiosos na área. abraço

Jorge Saiete disse...

Bayano, como vai? Olha, na verdade a tua religião faz barrulho sim e pior de madrugada e logo no centro da cidade ou em bairros residenciais onde há um grande numero de não muçulmanos. Acho que as lideranças religiosas precisam de adequar certas praticas a realidade actual. abraço meu irmão

Jorge Saiete disse...

Alo Reflectindo, meu companheiro. parabens por teres gastando apenas o necessário. Isso é o que o país precisa e não de cidadãos que gastam em 1 dia, aquilo que normalmente gastam em 4 ou 5 meses.

Eu também acho que o interesse pela companhia seja um dos motivos do barrulho, só que não me parece a melhor forma de pedir companhia. Acho que se perguntassemos a Deus se ele Gosta do barrulho, ele diria não.

Aliás bem dizes quando te referes ao facto de no passado aquelas praticas não terem encomodaddo a ninguem em virtude da quase total uniformidade em relação a hora de trabalho e de descanso. é tempo de adaptarmos as nossas praticas religiosas a realidade, para o bem de todos nós.

Jorge Saiete disse...

Xim, eu acho bom para eles e espero que aprendam a licção de uma vez por todas.
felismente o moçambicano está ficando atento, faz compras em Novembro e quando os vendedores mexem nos preços, não mais ninguem vai as compras e o vendedore em vez de ganhar, perde e com o calor que se faz sentir, as coisas pioram para os candongueiros (como dizia Machel).
Abraço

boa lição